Pular para o conteúdo principal

JESUS TRANSFORMOU ÁGUA EM CERVEJA,NÃO EM VINHO

Evidências apontam que o milagre foi realizado com o fermentado de malte

Jesus transformou água em cerveja, não em vinho


Os católicos conhecem a famosa história do primeiro milagre de Jesus. Nas festa das Bodas de Canaã, Maria (mãe de Jesus) chegou ao filho para anunciar que o vinho havia acabado. Para satisfazer a vontade da mão, Jesus transformou água em vinho, uma bebida que era ainda melhor do que estavam servindo na festa.
Pois, tenho que fazer uma revelação bombástica que promete abalar a fé dos fanáticos pelo fermentado de uva: Jesus transformou água em cerveja, não em vinho!
Antes que falem que estou blasfemando ou queiram me crucificar, prometo confirmar a afirmação com argumentos convincentes. Alguns historiadores sustentam que o primeiro milagre de Jesus, de fato, foi feito com cerveja. Confira todos os argumentos:
- A tese encontra sentido pelo fato da Judeia ser um lugar de produção de grãos, e não uvas (lembrem-se do papel da Suméria na história da cerveja).
- Na antiga Palestina, por não ter abundantes fontes de água e ser uma região com farta produção de cereais, o consumo de cerveja era comum e até incentivado, por ser mais seguro do que o de águas contaminadas.
- Outro ponto que corrobora esta tese é que o vinho era infinitamente mais caro que a cerveja, com preços que somente os mais abastardos casamentos poderiam financiar.
- Como a família de Jesus sempre viveu uma vida em povoados simples (Nazaré, Samaria e na Judéia), dificilmente eles teriam amigos com este poder aquisitivo e seriam chamados para um evento de tal importância, onde o vinho era a bebida principal.
- É conhecido o preconceito que os romanos tinham pela cerveja, uma bebida bárbara. “Um suco malcheiroso de cereal putrefato”. Por isto mesmo, foi natural a troca dos tipos de bebida na tradução do novo testamento. Os escritos aramaicos indicavam ‘uma bebida forte’, não necessariamente vinho.
Jesus transformou água em cerveja, não em vinho 2
Outra vertente que confirma a nossa afirmação é do professor arqueologista da Universidade de Lousiana (Nova Orleans), que apresentou um estudo explicando o motivo da cerveja não aparecer da Bíblia, apesar de ser uma bebida comum para o consumo dos povos da antiga Palestina:
1# A palavra hebraica para cerveja (shekhar) tem sido mal interpretado e mal traduzida;
2# Há um esnobismo geral entre os acadêmicos que faz com que eles desprezam o ato de beber cerveja, considerando como incivilizado e rude, preferindo modificar a história em algo mais sofisticado, como bebedores de vinho;
3# É difícil identificar a tomada de cerveja no registro arqueológico, porque o processo sempre se assemelhou a produção de pães.
Por estes argumentos, até hoje, em boa parte dos colégios alemães, nas aulas de estudo religioso, ensina-se aos alunos que Jesus transformou água em cerveja, não em vinho.

Postagens mais visitadas deste blog

BRASILEIRO BEBE CERVEJA COM ATÉ 45% DE MILHO TRANSGÊNICO !

Brasileiro Bebe Cerveja com até 45% de Milho Transgênico!
Poucos sabem, mas quando bebem cerveja no Brasil estão geralmente tomando 45% de conteúdo transgênico, uma vez que a cevada vem sendo trocada por milho (que é quase todo transgênico no Brasil).Uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros, a cerveja, geralmente é produzida de malte feito de cevada. Mas algumas receitas permitem o uso de outros cereais. A cerveja brasileira por exemplo na verdade é quase uma bebida alcoólica de milho. Isso mesmo. Uma pesquisa da USP e da Unicamp mostra que cervejas Brasileira possuem 45% de milho em sua composição, percentual máximo permitido pelo Governo. E a para piorar, eles querem que o governo aprove que seja permitido que esse percentual suba para 50%. Ou seja eles querem que uma cerveja possa ter em sua composição até 50% de milho ou arroz, que são bem mais baratos que a cevada. Pois é amiguinho, se você bebe Bohemia, Brahma, Skol, Antarctica ou Nova Schin, você bebe uma mistura de refresc…

BENEFÍCIOS MEDICINAIS DA CERVEJA

Pesquisa aponta que doses moderadas da bebida favorecem a saúde, mas exagero anula os benefícios. Conheça as últimas pesquisas sobre o assunto

A cerveja, presente no happy-hour, na noitada, nas comemorações e nos almoços de domingo, pode ser benéfica à saúde, caso consumida com moderação (no máximo duas latinhas por dia).

O exagero, no entanto, anula todos os efeitos positivos creditados à bebida e amplia o risco de doenças líderes em causa de morte, como infarto , acidente vascular cerebral (AVC)  e diabetes.
Os médicos de diversos países estão empenhados em descobrir o lado terapêutico do líquido resultante da mistura de cevada, lúpulo e malte, sem esquecer de alertar a população sobre os perigos de exagerar na dose. As pesquisas mais recentes sobre o tema foram apresentadas no Simpósio Internacional de Cerveja e Saúde, realizado em Madri (Espanha) na primeira semana de novembro.

Médico ensina a incluir cerveja na dieta saudávelNa Espanha, governo defende bebida como parte da pirâmide a…

AS 10 MELHORES CERVEJAS NACIONAIS (BRASIL)

As 10 melhores cervejas nacionais(Brasil)
5 de agosto de 2016/em/por
Hoje é comemorado o dia internacional da cerveja! o/ E cerveja não é bebida exclusiva de homens, muito pelo contrário, as mulheres sempre estão presentes em bares para degustar uma boa gelada (gelada só aqui no Brasil, ok?). Acredita-se que a cerveja tenha sido a primeira bebida alcoólica produzida pelo homem. É uma bebida carbonatada (com gás), produzida a partir da fermentação de alguns cereais maltados com cevada e trigo (esses cereais poss