Pular para o conteúdo principal

PESQUISAS MOSTRAM OS BENEFÍCIOS DAS BEBIDAS ALCOÓLICAS



Pesquisas sobre benefícios das
bebidas alcoólicas

Beber vinho melhora o resultado da atividade física, comprovarem pesquisadores da Universidade de Alberta, no Canadá. Altas doses de resveratrol, composto natural presente no vinho, melhorou o desempenho físico, a função do coração e a força muscular em testes em laboratório. O composto teve resultado similar à extensivos treinos aeróbicos. A ideia porém é fazer pílulas, para que elas simulem os benefícios dos exercícios para quem não pode fazê-los.

 A beleza está em quanto você bebeu? Pode ser, mas não a beleza do outro, mas a sua própria. Um estudo publicado no jornal da Sociedade Britânica de Psicologia concluiu que quem acredita estar bebendo álcool se avalia como mais atraente, brilhante, original e engraçado do que realmente é. A pesquisa separou 86 homens franceses em quatro grupos: aqueles que beberam álcool achando que era álcool; os que beberam álcool, mas acharam que não; os que não beberam álcool, mas acharam que estavam bebendo um drink alcoólico; e aqueles que não beberam álcool e também não achavam que estavam. A surpresa vem aí: a auto-percepção foi melhor naqueles que pensaram estar ingerindo álcool e não nos que de fato beberam.

Beber álcool deixa as pessoas mais espertas, concluiu um estudo da Universidade de Illinois, em Chicago, nos EUA. Isso porque a substância melhora a resolução criativa de problemas, reduzindo a capacidade de concentrar a atenção em algo. Em outras palavras, o álcool diminui o que os cientistas chamam de capacidade de memória de trabalho. A psicóloga Jennifer Wiley explica que a memória de trabalho é a capacidade de lembrar de uma coisa, enquanto você está pensando em outra coisa. No passado, os cientistas descobriram que o aumento nesta capacidade melhora a resolução de problemas de análise, mas o mesmo não pode ser dito quando se trata de resolver problemas que requerem criatividade. Isso porque o álcool ajudou os participantes do estudo - que beberam vodka com suco de cranberry - a acessar idéias remotas, idéias que se formam por associação não por análise linear. Na verdade, o raciocínio linear pode manter as pessoas focadas em idéias que elas acham que são importantes, mas não são. Por exemplo, qual palavra vem a seguir? Azul, cottage, suíço. Se você disser "queijo" estará acessando suas ideias remotas.

O sabor da cerveja, mesmo sem qualquer efeito alcoólico, ativa o sistema de recompensas do cérebro e proporciona bem-estar. Neurologistas da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, pediram a 49 homens que escolhessem entre beber sua cerveja favorita e um isotônico, enquanto seus cérebros eram escaneados. Mesmo com uma quantidade irrisória de álcool ingerida, o sistema químico da dopamina, relacionado ao bem-estar e recompensas, foi ativado.

        Mulheres casadas bebem mais álcool do que as solteiras ou viúvas. Se você pensou que elas bebem para aguentar o marido, você quase acertou. Na verdade, elas bebem mais para acompanhar os maridos. Estes, por sua vez são os que menos bebem comparados a solteiros e divorciados, também para acompanhar as esposas.

      Casais que bebem álcool juntos são mais felizes, segundo pesquisa da Universidade de Otago, na Nova Zelândia. A pesquisa feita com mais de 1,5 mil casais mostrou que aqueles em que o dois bebiam mais ou menos a mesma quantidade e juntos eram mais felizes. As mulheres eram quatro vezes mais felizes se elas bebiam pelo menos uma vez por semana com seus parceiros; já os homens são três vezes mais satisfeitos com a relação.

O álcool pode estar diretamente ligado a acidentes, já que as pessoas perdem concentração e habilidades motoras e podem acabar fazendo "besteiras", mas o álcool no sangue também está associado a uma redução da mortalidade nos hospitais -- para aqueles que sobrevivem tempo suficiente para receber tratamento especializado. Para os pacientes que sofreram ferimentos penetrantes a associação é mais forte, segundo pesquisa da Universidade de Illinois publicada no jornal "Alcohol".

Já essa pesquisa é com vermes, mas talvez um dia se prove que também vale para humanos. Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos EUA descobriram que pequenas doses de etanol dobra a expectativa de vida de um metazoário chamado "Caenorhabditis elegans": de 15 dias eles passaram a viver de 20 a 40 dias e ainda tinham uma aparência mais saudável.

Já para se curar de um fora, as moscas de frutas ensinam a lição: álcool. Machos da mosca drosófila consomem mais álcool quando rejeitados sexualmente pela parceira, indica estudo publicado pela revista Science.

Fonte:http://noticias.uol.com.br/ciencia/album/2013/05/28/

Postagens mais visitadas deste blog

BRASILEIRO BEBE CERVEJA COM ATÉ 45% DE MILHO TRANSGÊNICO !

Brasileiro Bebe Cerveja com até 45% de Milho Transgênico!
Poucos sabem, mas quando bebem cerveja no Brasil estão geralmente tomando 45% de conteúdo transgênico, uma vez que a cevada vem sendo trocada por milho (que é quase todo transgênico no Brasil).Uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros, a cerveja, geralmente é produzida de malte feito de cevada. Mas algumas receitas permitem o uso de outros cereais. A cerveja brasileira por exemplo na verdade é quase uma bebida alcoólica de milho. Isso mesmo. Uma pesquisa da USP e da Unicamp mostra que cervejas Brasileira possuem 45% de milho em sua composição, percentual máximo permitido pelo Governo. E a para piorar, eles querem que o governo aprove que seja permitido que esse percentual suba para 50%. Ou seja eles querem que uma cerveja possa ter em sua composição até 50% de milho ou arroz, que são bem mais baratos que a cevada. Pois é amiguinho, se você bebe Bohemia, Brahma, Skol, Antarctica ou Nova Schin, você bebe uma mistura de refresc…

BENEFÍCIOS MEDICINAIS DA CERVEJA

Pesquisa aponta que doses moderadas da bebida favorecem a saúde, mas exagero anula os benefícios. Conheça as últimas pesquisas sobre o assunto

A cerveja, presente no happy-hour, na noitada, nas comemorações e nos almoços de domingo, pode ser benéfica à saúde, caso consumida com moderação (no máximo duas latinhas por dia).

O exagero, no entanto, anula todos os efeitos positivos creditados à bebida e amplia o risco de doenças líderes em causa de morte, como infarto , acidente vascular cerebral (AVC)  e diabetes.
Os médicos de diversos países estão empenhados em descobrir o lado terapêutico do líquido resultante da mistura de cevada, lúpulo e malte, sem esquecer de alertar a população sobre os perigos de exagerar na dose. As pesquisas mais recentes sobre o tema foram apresentadas no Simpósio Internacional de Cerveja e Saúde, realizado em Madri (Espanha) na primeira semana de novembro.

Médico ensina a incluir cerveja na dieta saudávelNa Espanha, governo defende bebida como parte da pirâmide a…

AS 10 MELHORES CERVEJAS NACIONAIS (BRASIL)

As 10 melhores cervejas nacionais(Brasil)
5 de agosto de 2016/em/por
Hoje é comemorado o dia internacional da cerveja! o/ E cerveja não é bebida exclusiva de homens, muito pelo contrário, as mulheres sempre estão presentes em bares para degustar uma boa gelada (gelada só aqui no Brasil, ok?). Acredita-se que a cerveja tenha sido a primeira bebida alcoólica produzida pelo homem. É uma bebida carbonatada (com gás), produzida a partir da fermentação de alguns cereais maltados com cevada e trigo (esses cereais poss