Pular para o conteúdo principal

APENAS UM GOLE DE CERVEJA PODE DESENCADEAR UMA ONDA DE PRAZER NO CÉREBRO


cerveja

Apenas um gole de cerveja pode desencadear uma onda de prazer no cérebro


Segundo um novo estudo da Universidade de Indiana (EUA), apenas um gole de cerveja é suficiente para nos fazer sentir uma sensação distintamente agradável. E, quando dizemos um gole, queremos dizer exatamente um gole – meros 15 mililitros da bebida são capazes de tal efeito.
Os pesquisadores, liderados por David Kareken, dizem que tal sensação pode não ser estritamente devido aos aromas sutis que resultam da mistura de malte, lúpulo e levedura. A causa do prazer pode ser devido a mudanças químicas no nosso cérebro – especificamente, um aumento nos níveis do neurotransmissor dopamina.

Os cientistas sabem há muito tempo que parte da razão do álcool induzir prazer é que a intoxicação conduz à liberação de dopamina, que atua como uma recompensa para o cérebro. Além dela ser liberada durante o sono e o sexo, também é associada com drogas (vícios ocorrem quando o cérebro “trai” o corpo, causando sensações de prazer em atividades que não são saudáveis).
Agora, a nova pesquisa sugere que, para algumas pessoas, a intoxicação não é nem necessária: basta o sabor da cerveja para provocar uma liberação do neurotransmissor em poucos minutos.
Isso pode até explicar porque, apesar do sabor amargo, muitas pessoas que nem gostaram de experimentar cerveja continuam bebendo: porque produtos químicos acionam o sistema de recompensa do cérebro.

O estudo

49 homens adultos participaram do estudo. Eles receberam pequenas quantidades de cerveja enquanto seus cérebros eram analisados com um scanner de tomografia que mede níveis de moléculas diferentes.
Os participantes tinham graus variados de consumo típico de álcool, de bebedores pesados a quase abstêmios. Os pesquisadores os testaram inclusive com a cerveja que eles relataram beber com mais frequência.
Como usaram um sistema automatizado para pulverizar apenas 15 mililitros de cerveja na língua de cada participante ao longo de 15 minutos, os cientistas têm certeza de que quaisquer alterações na química do cérebro não foram devido à intoxicação.
No entanto, o efeito de prazer foi significativo. Quando os homens provaram a cerveja, o corpo estriado ventrial de seus cérebros liberou níveis muito mais elevados de dopamina dentro de minutos se comparado com o mesmo teste realizado com nos mesmos sujeitos com água e Gatorade. As sugestões de sabor, antes do álcool poder entrar no corpo, foram suficientes para a liberação de dopamina e induziram o desejo de beber, mesmo em homens sem passado alcoólico.
Os participantes também foram convidados a avaliar o quanto “desejavam” a bebida em vários pontos durante a experiência, e, talvez menos surpreendentemente, seus desejos eram geralmente muito maiores depois da cerveja do que após a degustação de Gatorade ou água.

Alcoolismo: só um gole basta

É interessante notar que a quantidade de dopamina liberada por pessoa não foi aleatória. As pessoas que tinham um histórico familiar de alcoolismo mostraram níveis de dopamina nomeadamente superiores após a degustação de cerveja em comparação com os outros participantes.
Os homens que eram bebedores pesados, mas não tinham histórico familiar, tinham níveis de dopamina apenas médios.
Os pesquisadores acreditam que isso pode explicar por que algumas pessoas têm predisposição ao alcoolismo, e por que é mais difícil para elas parar de beber. A liberação imediata de dopamina após apenas um gole de cerveja provavelmente serve como um poderoso mecanismo que impulsiona seus desejos.

A tendência para experimentar esta explosão de prazer pode ser geneticamente herdada, e explicar por que as pessoas com um histórico familiar de alcoolismo são duas vezes mais propensas a experimentar o alcoolismo também.
Estudos anteriores mostraram que, nas pessoas com tendências alcoólicas, estímulos que são precariamente associados com beber (tal como o cheiro e a visão de uma bebida alcoólica) podem provocar a libertação de dopamina no cérebro. A nova pesquisa apoia tais resultados indicando que explosões de dopamina podem ocorrer mesmo se essas pessoas não são bebedoras pesadas, e que é preciso apenas um gole para o padrão se iniciar.[Smithsonian, DiscoverMagazine]

Fonte:http://hypescience.com/apenas-um-gole-de-cerveja-pode-desencadear-uma-onda-de-prazer-no-cerebro/

Postagens mais visitadas deste blog

BRASILEIRO BEBE CERVEJA COM ATÉ 45% DE MILHO TRANSGÊNICO !

Brasileiro Bebe Cerveja com até 45% de Milho Transgênico!
Poucos sabem, mas quando bebem cerveja no Brasil estão geralmente tomando 45% de conteúdo transgênico, uma vez que a cevada vem sendo trocada por milho (que é quase todo transgênico no Brasil).Uma das bebidas mais adoradas pelos brasileiros, a cerveja, geralmente é produzida de malte feito de cevada. Mas algumas receitas permitem o uso de outros cereais. A cerveja brasileira por exemplo na verdade é quase uma bebida alcoólica de milho. Isso mesmo. Uma pesquisa da USP e da Unicamp mostra que cervejas Brasileira possuem 45% de milho em sua composição, percentual máximo permitido pelo Governo. E a para piorar, eles querem que o governo aprove que seja permitido que esse percentual suba para 50%. Ou seja eles querem que uma cerveja possa ter em sua composição até 50% de milho ou arroz, que são bem mais baratos que a cevada. Pois é amiguinho, se você bebe Bohemia, Brahma, Skol, Antarctica ou Nova Schin, você bebe uma mistura de refresc…

BENEFÍCIOS MEDICINAIS DA CERVEJA

Pesquisa aponta que doses moderadas da bebida favorecem a saúde, mas exagero anula os benefícios. Conheça as últimas pesquisas sobre o assunto

A cerveja, presente no happy-hour, na noitada, nas comemorações e nos almoços de domingo, pode ser benéfica à saúde, caso consumida com moderação (no máximo duas latinhas por dia).

O exagero, no entanto, anula todos os efeitos positivos creditados à bebida e amplia o risco de doenças líderes em causa de morte, como infarto , acidente vascular cerebral (AVC)  e diabetes.
Os médicos de diversos países estão empenhados em descobrir o lado terapêutico do líquido resultante da mistura de cevada, lúpulo e malte, sem esquecer de alertar a população sobre os perigos de exagerar na dose. As pesquisas mais recentes sobre o tema foram apresentadas no Simpósio Internacional de Cerveja e Saúde, realizado em Madri (Espanha) na primeira semana de novembro.

Médico ensina a incluir cerveja na dieta saudávelNa Espanha, governo defende bebida como parte da pirâmide a…

AS 10 MELHORES CERVEJAS NACIONAIS (BRASIL)

As 10 melhores cervejas nacionais(Brasil)
5 de agosto de 2016/em/por
Hoje é comemorado o dia internacional da cerveja! o/ E cerveja não é bebida exclusiva de homens, muito pelo contrário, as mulheres sempre estão presentes em bares para degustar uma boa gelada (gelada só aqui no Brasil, ok?). Acredita-se que a cerveja tenha sido a primeira bebida alcoólica produzida pelo homem. É uma bebida carbonatada (com gás), produzida a partir da fermentação de alguns cereais maltados com cevada e trigo (esses cereais poss